Cabo da polícia acusado de abrigar traficante é indiciado no Rio

PM nega que tenha escondido primo acusado de roubo e homicídio que fugia do Complexo do Alemão

Luciana Fadon Vicente, Central de Notícias

07 de dezembro de 2010 | 14h19

SÃO PAULO - Um cabo da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro foi indiciado nesta terça-feira, 7, por abrigar o traficante Edson Ventapane da Silva, vulgo Mãozinha, suspeito de participar de uma quadrilha de roubo de cargas e veículos. Mãozinha foi preso na ontem à tarde na zona norte da cidade.

 

Veja também:

linkRio dará bonificação de R$ 500 a policiais

linkAlemão recebe reforço de mais 250 PMs

especialINFOGRÁFICO - O mapa das facções cariocas

lista CRONOLOGIA - A crise de violência no Rio

mais imagens FOTOS - A onda de violência no Rio

 

Segundo o coronel da PM Lima Castro, o suspeito foi detido dentro da casa da mãe do policial, que trabalha no gabinete do comandante da corporação, Mário Sérgio Duarte. O policial teria dito em depoimento que Mãozinha seria seu primo.

 

Anteriormente, foi divulgado que o suspeito estava na casa do policial, que desmentiu o ocorrido e afirma que mora com a mulher em outra residência.

 

Mãozinha e o irmão, Emerson, o Mão, preso na semana passada, atuavam no Complexo do Alemão. Mão já foi transferido para o Presídio Federal de Segurança Máxima de Catanduvas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.