Cabo responsável por ?boneco-policial? deve ser exonerado

O cabo Donizete, do 5º Batalhão da Polícia Militar de Taubaté, no Vale do Paraíba, pode ser exonerado do cargo por ser o responsável pelo boneco de palha colocado em uma das torres de segurança do Centro de Detenção Provisória, no município. O sobrenome de Donizeti foi mantido em sigilo pelo comando da PM. O cabo, que trabalha na corporação há 10 anos, fazia a guarda da muralha do presídio desde dezembro do ano passado.Em seu depoimento, Donizeti confessou ter confeccionado o boneco, mas alegou que a iniciativa era uma brincadeira para assustar os colegas de equipe. No último sábado, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) se mostrou favorável à demissão imediata do responsável pelo episódio. "Vamos esperar o final da sindicância, mas na minha opinião, ele deveria ser desligado, a bem do serviço público", disse Alckmin, em visita a São José dos Campos. Brincadeira ou não, o fato ganhou repercussão na PM, onde o boneco ganhou apelidos como "Pm Sabugosa" e "Geraldão".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.