Cabral diz que Lula aprova administração estadual para Galeão

Depois da administração passar o Rio, deve começar o processo de privatização do aeroporto

Daniela Milanese, de O Estado de S. Paulo,

03 de setembro de 2008 | 16h56

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, afirmou nesta quarta-feira, 3, que obteve a "aprovação informal" do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do ministro da Defesa, Nelson Jobim, para que o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim passe para a administração estadual. Após a conclusão desse processo, que seria feito por convênio, o governo do RJ iniciará a concessão do aeroporto para a iniciativa privada. As informações são da assessoria de imprensa do governador, que fica em Londres até sexta-feira em missão com empresários e secretários. Na terça, Cabral afirmou que o Galeão parecia uma "rodoviária de quinta categoria". A preocupação do governador é com a candidatura do Rio de Janeiro para as Olimpíadas de 2016. Segundo ele, o aeroporto recebeu a pior nota do Comitê Olímpico Internacional (COI) entre os pontos analisados na cidade. Após audiência com executivos da British Airways, Cabral comentou que o orçamento federal para o Galeão em 2009 será baixo, de R$ 47,4 milhões, ou um terço dos recursos a serem destinados ao Hercílio Luz, em Florianópolis, que possui movimento cinco vezes menor. O governador acredita que uma solução para o assunto pode sair ainda neste semestre e que uma posição oficial do governo federal "virá em breve". "Temos que provar, na prática, que seremos capazes de fazer as mudanças no Galeão ou não vamos conseguir realizar os Jogos Olímpicos no Brasil."

Tudo o que sabemos sobre:
GaleãoSérgio Cabralcrise aérea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.