Cabral elogia ação policial que matou cinco em favela do Rio

O governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral Filho (PMDB), publicou no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira um elogio público aos policiais que mataram cinco supostos traficantes e prenderam outros 14 acusados de tráfico na Vila do Cruzeiro, no Complexo do Alemão, na quarta-feira. Na quinta-feira, mais um homem foi morto em mais uma operação da PM no Complexo. De acordo com o coronel José Nepomuceno, comandante da ação, a PM não sairá da região, já que estaria ?recebendo denúncias com a localização dos traficantes.? Em "Moção de Congratulações" na primeira página da publicação, Cabral Filho "parabeniza e elogia" os agentes que participaram do cerco de dez horas, por cerca de 250 homens, com intenso tiroteio, para prender suspeitos de envolvimento na onda de ataques realizada no Rio de Janeiro no fim de dezembro de 2006.O governador cita, no texto, as unidades envolvidas na ação e seus chefes, determinando que o elogio seja inscrito nas fichas funcionais dos comandantes da ação. No texto, Sérgio Cabral parabenizou e elogiou os servidores, policiais militares e civis e integrantes de Batalhões especiais que participaram da chamada "Operação Abafa".O elogio foi feito pela "conduta, organização, extrema dedicação, profissionalismo, competência e atuação", como aponta o texto. "A operação realizada com a integração das Polícias Militar e Civil obteve total êxito, atingindo os resultados planejados, demonstrando à população do Estado do Rio de Janeiro que a Secretaria de Estado de Segurança atuará, com uso de inteligência, de forma permanente na manutenção da ordem pública", prossegue a moção.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.