Cabral lamenta a morte da namorada do filho em acidente de helicóptero

Governador do Rio disse, em nota, que a 'alegre' Mariana Noleto fazia parte da família há 7 anos

Tiago Rogero, estadão.com.br

20 de junho de 2011 | 10h36

RIO e SALVADOR - O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), divulgou nota na manhã desta segunda-feira, 20, lamentando a morte da estudante Mariana Noleto, de 20 anos, namorada de um de seus filhos, Marco Antônio. O corpo dela foi o quinto encontrado após a queda de um helicóptero, na sexta-feira, em Porto Seguro (BA). A aeronave levava sete pessoas; duas continuam desaparecidas.

 

Cabral e o filho retornaram ao Rio assim que souberam da identificação do corpo, feito por familiares da jovem. Segundo a assessoria de imprensa do governador, ambos chegaram à capital fluminense por volta das 6h. 

 

O corpo de Mariana foi liberado do Instituto Médico-Legal de Porto Seguro às 4 horas. O enterro será realizado às 17 horas, no Cemitério São João Batista, no Rio.

 

Em nota, Cabral disse que Mariana fazia parte de sua família há sete anos. "Ela contagiou a todos nós com sua leveza e alegria. Estudante aplicada, filha cercada de amor e de amigos, Mariana trará sempre à lembrança todo o seu encantamento. A nossa família está triste e presta os mais profundos sentimentos à família da para sempre querida Mariana", afirmou, em nota.

 

Por fim, o governador estendeu os "sentimentos e lamento" às famílias dos demais passageiros do helicóptero.

 

Licença. Cabral (PMDB), anunciou que ficará de licença do cargo até domingo, 26, "por motivos de ordem pessoal". A assessoria de imprensa do governo informou sobre o ofício, encaminhado hoje à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Durante o período, assume o cargo o vice-governador do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB).

 

 

(Com Tiago Décimo, de O Estado de S.Paulo)

 

Atualizado às 12h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.