Cabral pede a Lula uso das Forças Armadas no Rio

O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, enviou nesta quinta-feira um ofício ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, solicitando o uso das Forças Armadas no policiamento das ruas do Rio. O pedido é para que tropas do Exército, Marinha e Aeronáutica patrulhem as áreas do entorno de seus quartéis, para ajudar na redução da criminalidade no estado.O ofício se baseia na Lei Complementar federal 97, de 9 de junho de 1999, que descreve as possibilidades de emprego das Forças Armadas.A decisão foi tomada na quarta-feira, em reunião com o secretário nacional de Segurança Pública, Luiz Fernando Corrêa, e com os comandantes Militar do Leste, general Luiz Cesário da Silveira Filho, do 3o Comando Aéreo Regional, brigadeiro Ailton dos Santos Pohlmann, e do 1o Distrito Naval, vice-almirante José Antonio de Castro Leal.Na reunião, também ficou decidido que a Força Nacional de Segurança chegará em breve ao Rio de Janeiro, para auxiliar no patrulhamento das divisas do estado com São Paulo, Espírito Santo e Minas Gerais. O Gabinete de Gestão Integrada de Segurança, que reúne representantes dos governos municipal, estadual e federal, também será reativado no próximo dia 15.Na última semana, uma série de ataques de traficantes deixou ônibus queimados, delegacias metralhadas e pelo menos 19 pessoas mortas, entre civis e policiais. As ações criminosas fizeram com que o trabalho de integração com o governo federal, que já era previsto pelo novo governo estadual, fosse antecipado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.