Cabreúva: MP quer estudo de impacto ambiental

O promotor público Fernando Góes Grosso, curador do meio ambiente da Comarca de Salto, a 102 quilômetros de São Paulo, pediu à Secretaria de Estado do Meio Ambiente informações sobre projetos de loteamentos a serem realizados na região dos bairros Jacaré e Bonfim, em Cabreúva, a 70 quilômetros de São Paulo. Segundo ele, os empreendimentos podem agravar a degradação do Ribeirão Piraí, que nasce na Serra do Japi e abastece as cidades de Cabreúva, Itu, Salto e Indaiatuba.O rio já está sendo poluído pelo despejo irregular de esgotos de loteamentos clandestinos. Segundo o promotor, os novos empreendimentos tornarão possível a construção de até cinco mil residências nas margens do Piraí. Ele quer que a secretaria determine a realização de estudo de impacto ambiental antes de autorizar as obras. Mais informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.