Reprodução
Reprodução

Cachorro puxado por corda em caminhonete não tem ferimentos, diz ONG

Vídeo de cão puxado por veículo em Ijuí, no Rio Grande do Sul, causou revolta e o animal recebeu a visita de representantes de uma organização de defesa dos animais. 'Condenamos a conduta', diz presidente

Luciano Nagel, O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2019 | 22h47

PORTO ALEGRE - O cachorro puxado por uma corda por um veículo em Ijuí, no Rio Grande do Sul, que aparece em vídeo que causou revolta nas redes sociais, foi visitado por uma ONG em defesa dos animais. A organização atestou que o animal não apresenta ferimentos. O episódio ocorreu no último domingo.

‘’O Dentinho (cão da raça Boxer) está bem saudável, felizmente não ocorreu nada de grave com ele. Ele não caiu, não machucou a patinha, nada mesmo. Essa foi uma atitude idiota do proprietário do cão. Nós, da ONG, condenamos de todas as formas esta conduta totalmente imprópria. A intenção do dono do cão não era maltratar o animal, mas sim dar um ‘’corretivo’’ nele, já que é um cão fujão, mas isso não aceitamos. O Dentinho poderia ter um rompimento de ligamento, uma fratura de pata ao ser puxado e até mesmo quebrado o pescoço’’, disse preocupado, na manhã desta sexta-feira, 13, o presidente do Grupo de Incentivo ao Cuidado Animal de Ijuí (GICAI), Alexandre Reichert.

A Polícia Civil afirma que o proprietário do cão já foi identificado e será intimado para responder em juízo. A audiência está marcada para ocorrer em outubro. Quem pratica maus-tratos aos animais pode ser enquadrado na Lei de Crimes Ambientais – Lei Federal 9.605. A pena para este crime varia de três meses a um ano de reclusão além de multa.

Tudo o que sabemos sobre:
Ijuí [RS]cachorro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.