Cada minuto de propaganda sai por R$ 128 mil

O subsídio aos candidatos que participam do horário eleitoral ocorre porque o governo compensa, com descontos nos impostos, as perdas de receita das emissoras de rádio e TV que deixam de exibir publicidade comercial nos horários em que são obrigadas a exibir propaganda política. Em 2010, segundo a Receita Federal, a renúncia fiscal será de R$ 851 milhões, para "pagar" quase 111 horas de propaganda partidária (no primeiro semestre) e eleitoral (durante a campanha). A cada minuto de propaganda política, o governo deixará de arrecadar R$ 128 mil em impostos este ano. O custo por segundo é de R$ 2.130.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.