Cadastro de correntistas combaterá lavagem de dinheiro

Depois de constatar que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) não vem agindo de forma repressiva no combate à lavagem de dinheiro, o governo anunciou que está estudando a elaboração de um cadastro único de correntistas, para controlar a movimentação financeira de suspeitos.Além disso, o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, disse nesta quinta-feira, que a União poderá bloquear dinheiro suspeito sem a necessidade de adoção de medidas judiciais. O governo está estudando ainda se as medidas são constitucionais e as formas como poderiam ser aplicadas.O cadastro de correntista seria operado pelo Banco Central e administrado por um órgão que funcionará dentro do Ministério da Justiça, com participação da Polícia Federal, do próprio Coaf, além de integrantes do Banco Central e Ministério da Fazenda. "A lavagem é de dinheiro do crime, por isso, se combatermos isso, também diminuiremos a criminalidade", disse Thomaz Bastos.O ministro anunciou também a intenção de bloquear os recursos de pessoas que estão sob suspeita. Hoje, para adotar este tipo de medida, é necessário a abertura de inquérito policial e depois processo criminal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.