Cadeia de S.José do Rio Preto terá visita

Os presos da cadeia de São José do Rio Preto, a 445 quilômetros da capital, vão receber visitas de familiares, domingo, disse nesta quinta-feira à noite o diretor do presídio, delegado Genival Ribeiro dos Santos, após anunciar o fim da rebelião, que durou 11 horas. "Nem um preso está ferido e nem sofrerá violência, e as visitas serão normais", declarou o delegado a parentes dos amotinados, que aguardavam informações em frente da cadeia. O diretor do presídio estranhou a rebelião. "Sempre tivemos um bom diálogo e os pedidos deles, desde que legais e previstos no regulamento, são providenciados", declarou. Uma das reivindicações dos amotinados era a permissão de duas visitas de familiares por semana, que não foi atendida. Elas são feitas aos domingos. Para o período do carnaval, haverá reforço da segurança externa da cadeia e monitoramento no horário de visitas (das 09h00 às 15h00). Policiais civis e militares seriam acionados imediatamente, se constatadas ações para provocar tumultos ou motim. Essas medidas preventivas haviam sido estudadas depois das rebeliões organizadas que aconteceram na capital e no interior há uma semana. Nenhum presídio da região de São José do Rio Preto participou da rebelião organizada pelo Primeiro Comando da Capital (PCC). A cadeia de São José do Rio Preto, com 240 vagas, abriga 410 detentos. Rebelaram-se nesta quinta-feira 260 presos que ocupam celas da ala inferior. A cadeia local recebe entre 1.000 e 1.200 visitantes, aos domingos.A segurança externa da penitenciária de Riolândia será também reforçada no período carnavalesco. Ela abriga 790 presos e recebe, aos sábados e domingos - os dias de visitas - cerca de 500 visitantes.Não há confirmação da existência de presos ligados ao PCC em Riolândia. Nas demais cadeias de região, está previsto um esquema de segurança para evitar fugas e rebeliões durante o carnaval.

Agencia Estado,

22 de fevereiro de 2001 | 22h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.