Cadeia que pegou fogo não teve curto-circuito

Peritos da Polícia Civil de Minas descartaram a hipótese de um curto-circuito ter causado o incêndio que matou oito presos numa cela da cadeia de Rio Piracicaba, na terça-feira. A conclusão foi tomada após a análise de 30 metros de fios utilizados em ligações clandestinas. O governador Aécio Neves pediu agilidade na conclusão do laudo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.