Cadeião de Pinheiros recebe visitantes

A situação dentro do Cadeião de Pinheiros, na zona oeste, nesta manhã, é tranqüila. Ontem houve uma rebelião na cadeia 3 que deixou dois presos mortos. Do lado de fora do Cadeião muitos parentes aguardam para entrar e visitar presos, mas até agora somente as mulheres estão sendo liberadas depois de uma revista. Segundo a Rádio Eldorado , houve uma confusão na frente do Cadeião envolvendo parentes de presos, mas o clima voltou ao normal rapidamente.A rebelião de ontem no Cadeião de Pinheiros foi parte de uma grande operação nos presídios do Estado de São Paulo. Em pouco mais de 24 horas, 17 presos morreram em confrontos com outros detentos no Estado. A ofensiva criminosa não ficou restrita ao cárcere. De madrugada, integrantes da facção atiraram uma bomba na sede da Secretaria da Administração Penitenciária, no centro da capital. Foi o terceiro atentado ao prédio desde quarta-feira. No fim da manhã, houve outro atentado, ao prédio do Instituto de Previdência do Município (Iprem). ?O dia não foi normal, mas não vejo como coisa tão grave assim?, afirmou o secretário da Administração Penitenciária, Nagashi Furukawa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.