Cadela pitbull mata sexagenária em SP

Estranhando que a mãe, Maria Teodoro dos Santos, de 65 anos, não atendesse a seus telefonemas, Ramon Teodoro dos Santos, de 27, que estava num sítio em Mairiporã, retornou à própria casa, na Rua Pascoal Moreira, 337, no bairro da Moóca, Zona Leste. E, ao chegar, encontro-a morta, com visíveis sinais de que foi atacada por sua cadela pitbull, denominada Nirvana.Vítima, há 20 anos, de derrame cerebral, a sexagenária geralmente não ficava sozinha na casa. Uma empregada de prenome Esmênia lhe servia também de enfermeira e acompanhante. E Ramon estranhou que ela não estivesse na casa. Acredita-se que ela tenha se ausentado por algum motivo e, ao retornar, assustou-se ao encontrar a patroa morta, em conseqüência de ataque do animal, razão pela qual pode ter fugido.Nirvana tem quatro anos e, recentemete, pariu a dois cãezinhos. Esse fato pode ter influenciado a mudança de seu comportamento, uma vez que o proprietário a considerava um animal dócil. Ao encontrar a mãe morta, com várias lesões - como a ausência de uma das orelhas e de um seio, além de ferimentos na barriga -, Ramon chamou o Corpo de Bombeiros. Funcionários do setor de Zoonose levaram Nirvana, mas deixaram seus filhotes. A polícia instaurou inquérito de "morte a esclarecer?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.