Cadete já havia passado mal em treino na Aman

O cadete do Exército Maurício Silva Dias, de 18 anos, que morreu na sexta-feira após ter passado mal durante treinamento na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (Rio), já havia tido uma indisposição e desmaiado no início dos exercícios, na quarta-feira, mas foi socorrido e retornou ao treinamento com autorização médica. A informação é da mãe de Maurício, Cleuza Silva. Seu filho foi enterrado ontem, em Santa Maria (RS). Segundo ela, o cadete passou novamente mal na própria quarta-feira e foi internado em um hospital particular após uma parada cardíaca e problemas nos rins.

Alberto Komatsu, O Estadao de S.Paulo

16 de junho de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.