Cai número de casos de vandalismo contra trens em SP

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos de São Paulo (CPTM) vem registrando queda sucessiva de casos de vandalismo contra suas composições. De acordo com informações da CPTM, no mês de outubro foram registrados 322 casos, que geraram para a empresa gastos de R$ 105.063,00 com a reposição de peças e equipamentos. Desde janeiro de 2004, a CPTM somou uma média de 400 ações mensais, acumulando até outubro 3.694 ocorrências e prejuízos de R$ 1.308,051,00. Somente no primeiro semestre do ano passado ocorreram 3.114 casos, com dispêndio de R$ 640.885,00.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.