Cai número de vítimas de bala perdida no Rio, diz secretaria

No ano passado 139 pessoas foram atingidas por projéteis e 15 delas morreram

Priscila Trindade, Central de Notícias

04 Abril 2011 | 14h14

SÃO PAULO - Levantamento feito pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do Rio mostra que 139 pessoas foram vítimas de bala perdida no Estado entre janeiro e dezembro de 2010. No período, 15 morreram. Em 2009, foram contabilizados 193 vítimas, sendo que oito morreram.

 

O ano passado foi o que apresentou a menor incidência de vítimas não fatais desde 2007, quando houve 279 vítimas por bala perdida. Segundo o ISP, em 2008 foram 236 vítimas.

 

O Relatório Temático Bala Perdida, divulgado nesta segunda-feira, 4, mostra que a área com maior incidência de vítimas de balas perdidas em 2010 foi a capital fluminense, com 97 vítimas, ou seja, 69,8% do total das vítimas de balas perdidas. Em seguida, foram registrados 25 feridos e dois mortos na Baixada, 5 feridos e dois mortos no interior e oito feridos na Grande Niterói. A maioria das ocorrências aconteceram com homens e foram atingidas em via pública.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.