Caixa do futuro será aberta daqui a 100 anos em Araraquara

Araraquara criou uma caixa do futuro para ser aberta daqui a 100 anos. Essa semana, urnas provisórias foram deixadas na Prefeitura para armazenar as mensagens deixadas pela população aos seus sucessores. Os documentos serão recebidos até 5 de agosto e, em 22 de agosto, quando Araraquara completará 190 anos, a urna definitiva será enterrada provavelmente no paço municipal. Essa será a lembrança dos pensamentos e idéias atuais de uma cidade com quase 200 mil habitantes aos moradores do futuro. A caixa armazenará objetos e expressões da população. O coordenador do projeto, André Agatte, explicou que a população poderá deixar cartas, pinturas, gravações em áudios e até CDs com músicas. A Caixa receberá tratamento para não deteriorar durante os 100 anos. O projeto prevê o envolvimento de escolas, universidades e entidades de classe para coletar material. Para o prefeito Edinho Silva (PT), a caixa objetiva forçar a população a parar e pensar no que fora construído e na cidade que quer ter em 2107.

Agencia Estado,

26 Abril 2007 | 16h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.