Caixa registradora de supermercado sonegava ICMS

Caixas registradoras adulteradas para sonegar o recolhimento do ICMS foram descobertas hoje no supermercado Real Mark, em Pirituba, na zona norte de São Paulo, por uma equipe de fiscais da Delegacia Regional Tributária da Secretaria Estadual da Fazenda. A descoberta só foi possível porque uma equipe de técnicos da empresa responsável pela fabricação das máquinas, a Sweda, acompanhou os fiscais. "A adulteração nas máquinas faz com que todo o movimento do dia seja apagado da memória da caixa emissora de cupom fiscal", disse o delegado Antônio Carlos de Moura Campos.De acordo com ele, a adulteração é feita por empresas de assistência técnica e manutenção. "Vamos localizar imediatamente a empresa responsável pela manutenção e pela fraude e descredenciá-la da Secretaria da Fazenda", disse o delegado. A empresa será multada, mas ele não antecipou o valor.A gerência do supermercado afirmou que, até as 15 horas, ainda não havia sido comunicada oficialmente do resultado da blitz e, por isso, não se pronunciaria sobre o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.