Calçadões do centro de SP serão abertos aos carros amanhã

No dia em que São Paulo completa 452 anos, começa a abertura dos calçadões do centro. Depois de atrasos por causa da chuva e da necessidade de refazer parte das calçadas para acabar com desníveis, a Subprefeitura da Sé abre amanhã o calçadão da Rua 24 de Maio e D. José Gaspar ao tráfego de veículos. Quando anunciou a iniciativa em julho, o prefeito José Serra (PSDB) comparou o centro a um coração enfartado, que só poderia ser salvo com as pontes de safena, equivalentes à abertura dos calçadões. O subprefeito Andrea Matarazzo também considera a ação fundamental para revitalização da área. A nova rua que vai ligar a Avenida Ipiranga à São João não será usada por ônibus e a velocidade máxima será de 20 quilômetros por hora. A via foi construída sobre o piso de mosaico português e segue o conceito denominado traffic calming (tráfego calmo), em que o pedestre tem prioridade. Até maio, as Ruas Florêncio de Abreu e Líbero Badaró também estarão abertas para veículos. A 7 de Abril, que foi liberada para carros em junho, terá as calçadas alargadas e a mão invertida da Rua Marconi até a Avenida Ipiranga. Na segunda etapa, será a vez das Ruas 15 de Novembro, Barão de Itapetininga e Formosa.Outras obras como a restauração das palmeiras da Praça Ramos, a reforma da Praça Dom José Gaspar, novos canteiros na Rua Rui Barbosa, novo jardim no Pátio do Colégio e a revitalização das fontes da Avenida 9 de Julho e do Largo da Pólvora serão inauguradas esta semana. O centro será palco de várias atividades para comemorar o aniversário da cidade. São passeios de trólebus, caminhadas por pontos turísticos e aulas de culinária em pleno Mercado Municipal. Feriado Apesar de bancos, correios, Procon e Poupatempo fecharem amanhã, quem precisar desses serviços com urgência tem opções nas cidades da Grande São Paulo. Impostos que vencem amanhã têm de ser pagos hoje. Na capital, a abertura de shoppings, supermercados e postos de gasolina é facultativa. Hospitais e prontos-socorros funcionam em esquema de plantão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.