Caldeireiro matou menino em câmpus

O caldeireiro Paulo da Gama confessou ontem que matou a facadas Danilo Oliveira, de 9 anos, depois de ser flagrado pelo menino assaltando a casa de sua família no câmpus da Unoeste, em Presidente Prudente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.