Calor bate recorde, mas temperatura começa a cair em SP

A cidade de São Paulo teve mais um dia de calor intenso nesta quarta-feira, 16. A temperatura máxima chegou a 31 graus, no Mirante de Santana, na zona norte, novo recorde para este inverno, superando a marca de terça-feira, 15, quando foram registrados 30,7 graus, segundo o meteorologista da Climatempo, Marcelo Pinheiro.Apesar disso, o tempo mudou no início da noite, com a aproximação de uma frente fria no litoral paulista. A temperatura caiu quase 10 graus no Aeroporto de Congonhas, entre as 17 e as 18 horas, e a umidade relativa do ar, que estava em torno de 25%, subiu para 83%. "Os ventos já viraram em toda a cidade, provocando queda na temperatura", disse Pinheiro. A previsão para a noite desta quarta-feira e o início da manhã de quinta, 17, é de chuva fraca e chuvisco. Segundo o meteorologista, o tempo não vai ficar totalmente fechado e o sol vai aparecer ao longo do dia na capital. "A temperatura continuará alta, mas não tão alta como nos últimos dias", disse.No Rio de Janeiro, onde os termômetros também registraram calor recorde para o inverno na terça-feira, com 36,6 graus, a temperatura máxima ficou em 34 graus nesta Quarta. Na capital fluminense, porém, só deve chover no final de semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.