Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online
Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online

Camada de gelo cobre região serrana de Santa Catarina em pleno verão

Fenômeno pôde ser observado no Vale dos Caminhos da Neve, onde os termômetros despencaram para 4,2°C

Diogo de Souza, especial para o Estadão

15 de fevereiro de 2022 | 18h52

A Serra de Santa Catarina registrou pouco mais de 4ºC na manhã desta terça-feira, 15. No auge do verão, os campos amanheceram com uma fina camada de gelo.

Foi nas imediações do município de São Joaquim, no local denominado Vale dos Caminhos da Neve, que o cenário – ainda que brevemente – lembrou o inverno. Os termômetros despencaram a 7,76°C na cidade, segundo o Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de Santa Catarina (Ciram). O registro mais baixo foi aferido em Urupema: 4,2°C, pouco antes das 7h.

Para o meteorologista e pesquisador Piter Scheuer, trata-se de um fenômeno atmosférico favorecido pelo sistema de alta pressão, que bloqueia a passagem de nuvens carregadas. Essa condição favorece madrugadas de céu claro e ainda faz com que o ar frio e seco fique concentrado em áreas de vales e baixadas. Piter, no entanto, esclarece que trata-se de uma situação bem específica uma vez que são áreas rurais e com uma altitude superior a 1,5 mil metros. 

Fenômeno comum em regiões serranas

Por requerer características bem específicas, o especialista explica que trata-se de um fenômeno raro, de uma maneira geral, porém comum nas regiões serranas, que é o caso de São Joaquim. “Não é um fenômeno incomum, é comum. Só em fevereiro foi a terceira vez que essa condição climática foi registrada na localidade”, explicou o profissional. Ele ainda acrescentou que a recorrência também se explica nas equipes de meteorologia espalhadas pelas cidades da Serra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.