Camada de gelo de 20 centímetros cobre ruas de SP

Uma forte chuva de granizo atingiu vários bairros da zona leste no fim da tarde desta sábado. Muitas ruas ficaram cobertas por camadas de até 20 centímetros de gelo. A Defesa Civil decretou estado de atenção ? quando há a possibilidade de alagamentos ? na zona leste, parte de sul e na região central. Houve pelo menos três ocorrências de desabamentos e destelhamentos de casas e vários pontos de alagamentos. Moradores dos bairros atingidos ficaram ilhados, mas não foram registradas vítimas.Com o gelo cobrindo 20 centímetros da maioria das ruas da Vila Formosa, os motoristas enfrentaram dificuldade no trânsito. ?Ficou parecendo neve?, contou a estudante Fernanda Portilho Rossi, de 11 anos, moradora da rua Barão de Abiaí.A enfermeira Lúcia Monteleone não pôde sair de casa para ir ao trabalho porque sua casa, na mesma via, ficou inundada. ?Nunca houve alagamento na minha rua, mas como caiu muito granizo as calhas das casas e os bueiros ficaram entupidos.?O mesmo ocorreu com a dona de casa Maria da Penha, que mora na Caetano Pero Neto, em Sapopemba. A água invadiu a sala e uma grossa camada de gelo se formou na calçada. ?Nunca vi uma chuva tão forte assim, pensei que a casa não fosse agüentar.?A chuva causou alagamentos nas Avenidas Professor Inácio de Anhaia Melo ? que teve pelo menos quatro pontos intransitáveis ?, Aricanduva, Itaquera e Salim Farah Maluf, todas na Vila Prudente, zona leste. Choveu forte também na Mooca e no Ipiranga.Segundo o Corpo de Bombeiros, foram registrados casos isolados de pessoas ilhadas. O teto da Autopeças Big Boy?s, na Avenida João XXIII, Vila Formosa, desabou. Parte de uma residência caiu na Rua Bernardo de Lima, também no bairro. Nos dois casos, não houve feridos.De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), o choque de massas de ar quente provocou as chuvas de granizo. Com menor intensidade, as nuvens estavam se dirigindo para a região do ABC e para a Baixada Santista, que registraram chuvas fracas até às 20 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.