Câmara acata denúncias e cassa prefeito de Piedade

O prefeito de Piedade (SP), Rubens Caetano da Silva (PMDB), acusado de irregularidades administrativas, teve o mandato cassado nesta terça-feira pela Câmara. O vice Fernando Antonio Ribeiro Arruda (PPS) já tomou posse no cargo. O impeachment foi decidido por 14 votos a 1 numa sessão que durou mais de 16 horas. Os advogados de Silva vão entrar com recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo.Silva já havia sido afastado pela Câmara por 40 dias, mas conseguiu uma liminar na Justiça e voltou à função. De acordo com o advogado da Câmara, Osvaldo Flausino Júnior, o prefeito foi acusado de desviar verbas destinadas à educação, contratar funcionários em desacordo com a legislação e realizar de forma irregular uma licitação para o transporte escolar. Teria ainda desviado materiais destinados à construção de um centro comunitário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.