Câmara aprova comissão para discutir crise do setor aéreo

O plenário da Câmara aprovou no início da tarde desta quarta-feira a criação de uma comissão parlamentar externa, ligada à Comissão de Defesa e Relações Exteriores, para investigar os problemas no setor aéreo brasileiro. Durante a votação, o líder do PFL, Rodrigo Maia, defendeu no plenário a demissão do ministro da Defesa, Waldir Pires.De acordo com o presidente da Câmara, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), a nova equipe será organizada pelo presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional, deputado Alceu Collares (PDT-RS). O presidente da Câmara acredita que a Casa pode ajudar a encontrar as razões da crise e cobrar politicamente providências rápidas para a solução do impasse. O presidente da Casa lembrou que a situação dos aeroportos afeta o funcionamento da instituição, mas não deve prejudicar as votações marcadas para esta quarta-feira. O requerimento para a criação da comissão externa foi apresentado após uma pane nos equipamentos de rádio que fazem a comunicação entre o Cindacta-1, de Brasília, e os aviões monitorados por este setor, que provocou, nesta terça-feira um novo apagão no tráfego aéreo nacional. Os integrantes da nova equipe de trabalho devem procurar o Ministério da Defesa e o Comando da Aeronáutica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.