Câmara aprova isenção fiscal para o estádio do Corinthians, em Itaquera

Com isso, o projeto só depende da assinatura do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab

Diego Zanchetta - O Estado de S. Paulo,

01 Julho 2011 | 22h54

SÃO PAULO - Trinta e nove dos 55 vereadores paulistanos deram nesta sexta-feira à noite autorização para a Prefeitura emitir um pacote de isenção ao Corinthians de R$ 420 milhões (e que pode chegar a R$ 536 milhões) em 2014, ao aprovar o PL 288/11, para a construção em Itaquera, na zona leste de São Paulo, do estádio para a Copa do Mundo no Brasil.

De última hora, porém, foi acrescido um parágrafo no texto original que suspende a validade do benefício caso o Itaquerão não seja sede da abertura do Mundial. A mudança enfraqueceu a pouca oposição que restava ao projeto.

 

 

Outra alteração prevê que o governo abra em até 60 dias novo edital para a emissão de isenções para empresas interessadas em se instalar na zona leste.

 

 

Nos últimos sete anos desde que foi criado o programa de desenvolvimento da região, apenas R$ 3 milhões em imunidades de IPTU e ISS foram emitidas para nove empresas, como revelou o Estado na quinta-feira.

 

 

Agora, a lei só depende agora da sanção do prefeito Gilberto Kassab (sem partido), o que deve acontecer rapidamente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.