Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Câmara aprova projeto para punir operadora que não instalar bloqueador de celular em presídio

Proposta faz parte do pacote de seis propostas na área de segurança pública que o presidente da Casa, Rodrigo Maia, quer votar nesta semana

Igor Gadelha e Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2017 | 21h12

BRASÍLIA – A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta segunda-feira, 6, em plenário, a urgência do projeto que considera infração gravíssima a não instalação por parte das operadoras de serviço de celular de bloqueadores de sinais em áreas de presídios. A proposta, aprovada em votação simbólica, faz parte do pacote de seis propostas na área de segurança pública que o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quer votar nesta semana. 

A urgência dos outros cinco projetos e o mérito de todos eles devem ser votados a partir desta terça-feira, 7. Além da proposta dos bloqueadores, a pauta tem projetos como o que extingue a saída temporária de presos, o que revoga a circunstância de atenuante de pena, o que acaba com a progressão de regime para assassinos de policiais, o que dispõe sobre uso de escudo humano em ações criminosas e a proposta que disciplina o uso de algemas por autoridades policiais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.