Câmara aprova projeto que prevê parcelamento de multas de trânsito

Hoje as taxas devem ser quitadas de forma integral; nova proposta mantém benefício de 20% de desconto para pagamento à vista

Ricardo Della Coletta, O Estado de S. Paulo

16 de julho de 2014 | 22h09

BRASÍLIA - A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 16, um projeto de lei que permite o parcelamento de multas de trânsito. De acordo com o texto, que tramita em caráter terminativo e que foi votado na Comissão de Constituição e Justiça da Casa, o número de vezes em que a penalidade poderá ser dividida  deverá ser estabelecido via regulamentação do Conselho Nacional de Trânsito.

O projeto cumpre agora um prazo de recurso ao Plenário da Câmara. Caso nenhum seja apresentado, ele segue para análise do Senado Federal. 

Hoje, as multas devem ser quitadas de forma integral, mas há um desconto de 20% sobre o valor para aqueles que acertarem o débito até a data do vencimento. A nova proposta mantém esse benefício para quem opte por pagar a penalidade à vista. 

Relatada pelo deputado Hugo Leal (PROS-RJ), a redação estabelece ainda que pessoas inadimplentes com suas multas perderão o direito ao parcelamento.

"O parcelamento do pagamento da multa, como estamos propondo, aumenta a possibilidade delas serem pagas e facilita a renovação do licenciamento dos veículos cujos condutores foram multados. Consequentemente, muitos motoristas não ficarão sem poder utilizar o seu instrumento de trabalho e meio de vida, e o desemprego será evitado", argumenta o autor da matéria, deputado Wellington Fagundes (PR-MT). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.