Divulgação/Jota Freitas
Divulgação/Jota Freitas

Câmara de Porto Seguro aprova taxa turismo de R$ 2 por dia

Projeto foi aprovado em primeira votação e, se virar lei, pagamento será feito diretamente no hotel

Heliana Frazão, Especial para o Estado

16 Dezembro 2016 | 11h31

SALVADOR - A Câmara Municipal de Porto Seguro, no sul da Bahia, aprovou, em primeiro turno, na manhã da quinta-feira, 15, projeto de autoria do Executivo que institui o pagamento de uma taxa turismo diária de R$ 2. Segundo o presidente da Casa, Elio Brasil, o valor será pago por apartamento ocupado na rede hoteleira da cidade, independentemente do número de pessoas que estejam hospedadas nele.

"As pessoas ficam comentando como se fôssemos cobrar de cada turista que chegar a Porto Seguro. Não será assim. A arrecadação se dará em cima de cada apartamento ocupado, independentemente de ser uma pessoa ou uma família", disse Brasil.

Segundo o vereador, a cobrança vem sendo discutida há mais de dez anos e ganhou força agora por causa da crise econômica, que tem gerado dificuldades para a manutenção do equipamento turístico municipal.

Brasil afirmou que Porto Seguro não está inaugurando um novo imposto, pois outras localidades, como Foz do Iguaçu (PR), Porto de Galinhas (PE) e Gramado (RS) já cobram a taxa.

Aprovado por 14 dos 17 vereadores da Câmara, o projeto será apreciado em segundo turno nesta sexta-feira, 16.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.