Câmara de Ribeirão Preto aprova auxílio-paletó

A Mesa Diretora da Câmara Municipal de Ribeirão Preto aprovou nesta quarta-feira o auxílio-paletó, por meio do qual os vereadores receberão dinheiro para comprar roupas que serão usadas nas sessões durante o ano. O valor poderá chegar a R$ 7.280,00, em duas vezes, caso a Câmara consiga manter o aumento salarial, equivalente a 75% da remuneração de um deputado estadual.A Justiça concedeu, no fim de janeiro, uma liminar que suspende o aumento. Se o valor de 2002 for mantido, o auxílio-paletó será de R$ 4.657,50. "Isso é rotina da Câmara, e a Mesa Diretora é que decide", disse o vice-presidente da Casa, Merchó Costa (PMDB). "Tem a resolução, mas o presidente (Donizeti Rosa, do PT) ainda não decidiu o pagamento."Rosa não foi encontrado para falar sobre o assunto, mas já teria assinado a resolução para aplicação imediata do benefício. Segundo suas declarações, não é necessária verba extra para pagar o acréscimo. Costa afirmou, ainda, que a Câmara deverá recorrer da liminar que suspende o aumento dos vereadores, na próxima semana."Já preparamos o agravo de instrumento e o recurso da liminar", informou. Com a medida, a Câmara reduziu, em janeiro, a verba de gabinete, passando de R$ 14.500,00 para R$ 12 mil por parlamentar, o que implica demissão ou redução de jornada dos assessores de cada gabinete.A alteração era necessária para que a Câmara não estourasse o orçamento, desobedecendo à Lei de Responsabilidade Fiscal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.