Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Câmara de São Paulo pode abrir CPIs para transporte e carnaval

O sistema de transporte da cidade e o últimocarnaval paulistano podem tornar-se alvo de investigações da Câmara Municipal. Osvereadores começaram a discutir nesta quarta-feira a possibilidade de abertura de duas comissões parlamentares de inquérito (CPI) para averiguar possíveis irregularidades nos doistemas.Duas novas comissões devem ser instaladas até a próxima semana em substituição às CPIs da Operação Urbana Faria Lima e do Imposto Sobre Serviços (ISS).A CPI do carnaval é a que tem mais chances de emplacar. O pedido foi protocolado nesta quarta-feira pelo vereador Carlos Alberto Bezerra Júnior (PSDB). Caso seja aprovada, o principal foco das investigações serão os contratos entre aPrefeitura e a Liga Independente das Escolas de Samba, responsável pela organizaçãodos desfiles na capital.Bezerra pretende investigar os critérios para distribuição dos recursos públicos - cerca de R$ 12 milhões, segundo Bezerra, para a Liga - e como é feito o repasse pela Liga para as escolas de samba organizarem seus desfiles.A comissão também pretende apurar a destinação dos valores arrecadados com a vendade direitos autorais para a transmissão dos desfiles e venda dos ingressos dosambódromo.Segundo apurou o Estado, o governo pode aceitar a CPI do carnaval, para impedir a dotransporte. A avaliação dos governistas é que uma investigação dobre o setor na Câmara poderia atrapalhar ainda mais o complicado processo de licitação do novo sistema proposto pelo Executivo."Precisamos de estabilidade para resolver o problema de transporte na cidade, pois estamos batendo de frente com os interesses empresariais", afirmou o líder do governo na Câmara, João Antonio (PT)."É preciso esclarecer de vez essa questão do transporte para ver quem está com arazão", disse o vereador Antonio Carlos Rodrigues (PL). Na Casa, há pelo menos cincopedidos protocolados sobre o assunto. "Estamos conversando e até a próxima semana decidimos qual será aprovada", disse Antonio.Outras opções menos dolorosas para o governo e que serão debatidas são investigações sobre governos anteriores, como uma nova versão da CPI do Plano de Atendimento à Saúde (PAS) e do projeto Cingapura - programa de urbanização defavelas criado na administração do ex-prefeito Paulo Maluf (PPB).Procurado pela reportagem, até às 20 horas o presidente da Liga, Robson de Oliveira,não telefonou de volta para o Estado.

Agencia Estado,

12 de março de 2003 | 20h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.