Câmara de SP aprova criação de 383 vagas sem concurso

Após várias horas de discussão a Câmara Municipal aprovou a criação de 383 cargos de livre provimento - sem necessidade de concurso. O projeto de lei, que ainda precisa passar por segunda votação, foi aprovado em menos de um minuto por votação simbólica.No total, serão criados 1.216 novos cargos, que serão distribuídos nas 31 subprefeituras. Desse total, 833 serão preenchidos por servidoresque trabalham em outros órgãos da Prefeitura e serão transferidos para as subprefeituras. Na terça-feira, quando o projeto chegou à Câmara,foi anunciado que seriam 445 novos cargos de confiança. Ontem, o governo afirmou que os dados estavam errados e o número oficial passoupara 383. A contratação de pessoas sem concurso, cujo salário médio será de R$ 2,8 mil, vai provocar um impacto de R$ 1 milhão por mês na folha depagamento da Prefeitura. A maioria dos cargos serão de assessores dos subprefeitos e das sete coordenadorias das subprefeituras."Não dormimos no ponto, o presidente é que não deixou pedirmos votação nominal", disse Gilberto Natalini (PSDB), cuja bancada registrou voto contrário após a votação. "Acho até que eles já estão concordando com o projeto", ironizou o líder do governo na Câmara, João Antonio (PT), que negou o loteamento político. "A escolha será pelo critério da competência", afirmou o petista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.