Câmara de SP aprova fim de verbas honorárias

A Câmara Municipal aprovou na noite desta quinta-feira, em segunda e definitiva votação - por 39 votos a favor, nenhum contrário e uma abstenção - o projeto de lei que extingue o pagamento de verbas honorárias a servidores. A extinção da Gratificação Especial Adicional (GEA) é o primeiro passo para a reforma administrativa.O projeto, de autoria da Mesa Diretora, acaba com o repasse de honorários de processos judiciais nos holerites de 34 procuradores e assessores jurídicos, 2 deles inativos, beneficiados por uma lei aprovada no fim do ano passado, que previa a verba paga também para os procuradores da Prefeitura.O pagamento foi instituído pela própria Câmara."Reconhecer erros é uma virtude", disse o vereador Cláudio Fonseca (PC do B), autor do projeto em nome da Mesa. O texto aguarda sanção da prefeita Marta Suplicy (PT).Em março, cada um dos 34 funcionários recebeu R$ 12.200 de verba honorária, o que aumentou os gastos da Câmara em R$ 414.800. O valor era calculado pela média dos honorários recebidos nos últimos cinco anos, mais um adicional fixado sobre as ações ganhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.