Câmara de Taubaté decide blindar plenário

O presidente da Câmara de Taubaté, a 140 km de São Paulo, vereador Henrique Nunes (PV), blindou o plenário da Casa com vidros temperados. O objetivo, segundo ele, é impedir o livre acesso do público e preservar os vereadores de possíveis invasões. Nunes justifica sua decisão como forma de garantir a votação de projetos levando em conta episódios que teriam ocorrido em situações anteriores. "Tenho que dar garantia física aos vereadores e autonomia de votação, caso contrário, não precisamos de votação mais. Sei que posso perder votos, mas fui eleito para legislar e fiscalizar. É essa garantia que quero dar aos vereadores."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.