Câmara de vereadores congela salário do prefeito

O candidato que vencer às eleições para a prefeitura de Sorocaba este ano vai assumir em janeiro ganhando um salário igual ao do atual prefeito. A Câmara aprovou hoje, em primeira votação, projeto que mantém inalterados os ganhos do prefeito, do vice e dos secretários municipais para a próxima gestão. O chefe do Executivo vai continuar ganhando R$ 10 mil por mês, mas terá direito ao mesmo reajuste que conceder para o funcionalismo municipal. Este ano, os servidores tiveram apenas 6% de aumento. O futuro vice vai ganhar R$ 6,5 mil, como o atual, e os secretários municipais continuarão ganhando R$ 5,8 mil por mês. O secretariado do futuro prefeito, no entanto, passa a ter direito a férias remuneradas e 13º salário, benefícios não usufruídos pelos atuais ocupantes dos cargos. O vereador Mário Marte Marinho Júnior (PFL), autor do projeto, disse que a medida visa a adequar os salários dos agentes públicos do Executivo à legislação aprovada para os vereadores. A proposta será submetida a nova votação, mas deve ser aprovada sem restrições. Recentemente a Câmara aprovou projeto de decreto legislativo congelando os salários dos vereadores para a próxima legislatura. A partir de janeiro, os novos integrantes da Câmara vão receber R$ 5,8 mil por mês, como os atuais. Eles terão reajuste somente a partir de maio, quando a prefeitura conceder aumento para o funcionalismo. O índice dos servidores valerá também para os vereadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.