Câmara flagra idosa sendo agredida por atendente

Uma mulher de Curitiba foi acusada de agressão a uma senhora de 84 anos, vítima de diabetes, que é obrigada a ficar em cadeira de rodas, em razão da amputação de uma das pernas. As imagens das supostas agressões foram gravadas pela família da idosa e entregues à polícia, que está investigando o caso. "Como se diz, uma imagem vale por mil palavras. São bastante fortes e será elemento de convicção muito forte", disse o delegado Celso Neves. Nesta noite de quinta-feira, as imagens foram exibidas no Jornal Nacional, da Rede Globo.Com movimentos restritos, a idosa não esboça qualquer reação, enquanto aparentemente é alvo de socos, tapas e puxões de cabelo. "Engole o comprimido. Vamos engolir. Pode engolir", grita a moça. A gravação foi feita pela família, depois de desconfiar das atitudes da pessoa contratada para cuidar da idosa.À televisão, uma das netas lamentou o que as imagens lhes mostraram. "Dói. Dá um desespero imaginar o que ela fazia com minha avó no banho, na hora de trocar fralda e de alimentar", disse.Pelo Estatuto do Idoso, crimes dessa natureza têm prioridade na apreciação por parte da polícia e da Justiça, mesmo assim o Ministério Público, que também apresentou denúncia, reforçou a urgência. A pessoa que deveria cuidar dela responderá por maus-tratos, ameaça à integridade física e psíquica, além de exposição de idoso a situação desumana e degradante. A pena prevista é de dois anos de prisão. A agressora foi demitida logo depois das gravações. O delegado pretende ouvir na próxima semana todos os envolvidos no caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.