Câmara marca eleição no DF para 17 de abril

Câmara marca eleição no DF para 17 de abril

A Câmara Legislativa do Distrito Federal marcou para o dia 17 de abril a eleição indireta que escolherá o sucessor do governador cassado, José Roberto Arruda (sem partido, ex-DEM). A data, porém, foi marcada pela Mesa Diretora da Casa sem consulta prévia aos demais deputados.

Carol Pires / BRASÍLIA, O Estadao de S.Paulo

26 de março de 2010 | 00h00

Na avaliação de Eliana Pedrosa, a falta de organização pode reforçar a necessidade de haver intervenção federal no governo do DF. "O desgaste para esta Casa será tamanho, que passará para o Poder Judiciário a ideia de que a Câmara é realmente incapaz de lidar com a situação, por açodamento de seus dirigentes", disse a deputada.

Eliana ponderou que, se a lei orgânica fosse aplicada na situação atual, o governador interino, Wilson Lima (PR), que é presidente da Câmara, seria efetivado até 31 de dezembro.

Constituição. O presidente interino da Câmara, Cabo Patrício (PT), manteve a data do pleito e ressaltou que a escolha do novo governador pelo Legislativo é prevista pela Constituição Federal. "Ninguém quer a intervenção", afirmou o petista. "O que pode influenciar no pedido de intervenção é quem será eleito para governador."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.