Camarote da Brahma terá a Tijuca como tema

A Tijuca vai parar no sambódromo. O 16º camarote da Brahma, nos dias de desfile do Grupo Especial (26 e 27 de fevereiro, domingo e segunda-feira gorda) e no Desfile das Campeãs (4 de março, o sábado seguinte), terá como tema a Rua Alzira Brandão, que fica poucos quilômetros dali, no tradicional bairro da zona norte e tem uma das torcidas da Copa do Mundo mais animadas da cidade. O lugar, conhecido como Alzirão, se enfeita do chão ao alto dos prédios e esta decoração será reproduzida nas instalações da fábrica de cerveja desativada, que receberá 2.000 pessoas por dia. O tema é a Copa do Mundo, que acontece em junho, e a musa é Raica Oliveira, atual namorada do craque Ronaldo. Ele não estará no camarote, nem os outros titulares da seleção, que joga contra a Rússia na Quarta-Feira de Cinzas, mas em compensação haverá um time de estrelas globais (os dois Juscelinos da minissérie JK, Wagner Moura e José Wilker, Camila Pitanga, Fernanda Torres e Isabel Fillardis, cuja ONG Doe Lixo, tem parceria com a Ambev no camarote), da música (Fernanda Abreu, Felipe Dylon, que completou 18 anos e teve a entrada liberada) e até internacionais, como os filhos de Mick Jagger, Eliszabeth e Jimi. "Eles já estão praticamente confirmados, mas os pais não virão", disse a promoter Alicinha Cavalcanti. Estes convidados estarão em autênticas ruas tijucanas, com bancas de revistas, camelôs, botequins vendendo pastéis e ovos coloridos. Mas haverá também o churrasco do Porcão Rio´s e o Bar do Zagallo, com todos os elementos que o supersticioso técnico penta-campeão tanto preza e onde Zeca Pagodinho, contratado da cervejaria, dará canja todos os dias. Ao menos é esta a promessa de José Victor Oliva, diretor da Banco de Eventos e criador do camarote da Brahma. Numa praça, os DJs Marlboro e Marcelinho da Lua garantirão o baile eletrônico. Mas nesta terça, só se ouviu o frevo Olé, jingle de Nizam Guanaes que gruda na memória e deve virar hit até a Copa. "No domingo seguinte ao Desfile das Campeãs, já começo a pensar como será o camarote do ano seguinte. Desta vez, quis trazer para cá a simpatia e a animação dessas pessoas que torcem pelo Brasil e enfeitam a rua a cada Copa do Mundo", contou Oliva. "Quem vier assistir ao nosso carnaval vai viver essa felicidade e encontrar com esse povo bacana que faz a festa nas ruas do Rio."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.