Cambistas são detidos com ingressos de cortesia no entorno do Engenhão, no Rio

Quarteto estava em posse de 26 entradas, mas foi liberado após ser ouvido no Jecrim

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

30 Agosto 2012 | 04h15

SÃO PAULO - Quatro cambistas foram detidos, durante a noite desta quarta-feira, 29, no Rio, no momento em que vendiam ingressos de cortesia, de venda proibida, na porta do Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, na zona norte da cidade, onde foi realizada a partida entre Fluminense e Corinthians, válida pelo Campeonato Brasileiro.

 

Cosme Alves, de 48 anos, Almir Soares dos Santos, 32, Luiz Claudio da Silva, 39, e Fábio Rodrigues Nanci, 29, estavam em posse de 26 ingressos, sendo oito destinados à Polícia Militar, 11 à diretoria do Fluminense, cinco ao departamento técnico e dois à Torcida Força Flu. Os quatro foram levados para o Juizado Especial Criminal (Jecrim) do Engenhão, onde os ingressos seriam analisados.

 

Luiz Cláudio da Silva já havia sido preso no domingo, 26, no mesmo local e pela mesma prática, durante a partida entre Botafogo e Flamengo. Os quatro cambistas foram ouvidos no Jecrim e liberados. O delegado Rodrigo Brand, da Delegacia do Consumidor, quer agora esclarecer como esses ingressos chegaram às mãos dos quatro cambistas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.