Cambridge terá de adequar área para funcionar

Principal ponto de festas do centro de São Paulo, o Hotel Cambridge fechará temporariamente seu salão principal para se adequar a algumas exigências feitas pela Prefeitura. No domingo, a casa recebeu a visita de fiscais. Havia denúncias de que o estabelecimento funcionava com excesso de lotação. Era dia da Gambiarra, uma festa que nasceu ali, no ano passado, e virou um sucesso de público. Os fiscais contaram 1.600 pessoas num espaço com licença para 510. O hotel tem três salões interligados. Um deles tinha licença para eventos; os outros dois apenas para funcionar como bar e restaurante. A Gambiarra costumava se espalhar pelos três salões. A Prefeitura não multou, mas exigiu a adequação do estabelecimento, principalmente no que se refere à infraestrutura. Depois disso, a casa poderá regularizar a licença. "Amanhã (hoje), farei uma reunião com técnicos da Prefeitura para saber quais as obras necessárias", diz Francisco Mafra, dono do Cambridge. "Enquanto isso, os eventos da casa continuam, mas com um público menor, e passam para os salões ao lado, os bares Salvador Dalí e Picasso. Quero funcionar dentro da lei."

Valéria França, O Estadao de S.Paulo

14 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.