Câmelos enfrentam Guarda Municipal no Rio

Numa operação considerada ?rotineira?, a Guarda Municipal (GM) entrou em confronto com vendedores ambulantes no centro do Rio de Janeiro. De acordo com a corporação, 20 homens do Grupamento Tático Móvel (GTM) ? apelidados pelos camelôs de ?tartarugas-ninja?, por causa dos equipamentos que usam ? foram recebidos ?a paus, pedras e disparos de morteiros? por 30 ambulantes na esquina da Rua Uruguaiana e Avenida Presidente Vargas, numa região conhecida como Faixa de Gaza pelos conflitos diários.Com a chegada de reforços da GM, os vendedoresfugiram em direção à Praça Tiradentes, onde, segundo a corporação, espancaram o guarda Walcir de Souza Pompeu, que não atuava na repressãoaos ambulantes. Pompeu foi levado para o Hospital Souza Aguiar com cortes na cabeça. Mais cedo, o guarda Gonçalves, do GTM, fora agredido por um camelô com uma paulada no rosto em represália à apreensão de produtos. Gonçalves levou cinco pontos na boca. A GM não soube informar quantos transeuntes e ambulantes foram feridos, mas pelo menos uma pessoa que passava pelo local, o motorista Jorge Pereira, foi agredido por guardas municipais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.