Camelôs protestam contra fiscalização na zona leste de SP

Um grupo de camelôs da região do Brás, na zona leste de São Paulo, realizou uma manifestação na manhã quinta-feira, 1ª, contra a fiscalização dos agentes da subprefeitura da Mooca. Os protestos começaram após o início da segunda fase da fiscalização, iniciada na quarta. Dois grupos de vendedores ambulantes se desentenderam na Rua Oriente. Os irregulares queriam que os camelôs autorizados parassem as atividades. Segundo comerciantes da região, muitos camelôs deixaram o local durante a fiscalização. A operação desta quinta dá continuidade à fiscalização realizada nas imediações do Largo da Concórdia e nas ruas Maria Marcolina e Oriente. A operação consistiu na conferência da validade, posse e utilização correta dos Termos de Permissão de Uso (TPU) dos ambulantes e dos locais da instalação das barracas. Segundo a subprefeitura, dois caminhões de mercadorias e de barracas foram apreendidos no local. Na quarta, os camelôs entraram em confronto com fiscais da Subprefeitura e Guardas Civis Metropolitanos (GCMs). Comerciantes chegaram a baixar as portas. A Polícia Militar, que acompanhava a operação com oito carros, revidou com uma bomba de gás lacrimogêneo, no meio da rua.

Agencia Estado,

01 Fevereiro 2007 | 13h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.