Camelôs tumultuam o centro de Porto Alegre

Um protesto de cerca de cem camelôs irregulares tumultuou o centro de Porto Alegre das 8 horas às 15 horas desta segunda-feira. Eles impediram o trânsito de ônibus pela Rua Voluntários da Pátria. Temendo quebradeiras, o comércio formal funcionou apenas parcialmente. A manifestação acabou em acordo. Depois de uma reunião com representantes dos camelôs, a Secretaria Municipal da Indústria e Comércio decidiu liberá-los para trabalhar no leito da rua apenas nesta terça-feira, desde que não vendam bebidas alcoólicas, CDs piratas e óculos de grau e não invadam a calçada por onde transitam os pedestres e clientes das lojas. As rotas dos ônibus continuarão alteradas.A confusão da segunda-feira começou quando os fiscais da prefeitura impediram os camelôs de se instalarem nas calçadas da Voluntários da Pátria e apreenderam mais de 2,2 mil itens das tendas irregulares. Revoltados, os ambulantes bloquearam a rua. A manifestação foi acompanhada de perto por 60 policiais militares, que ofereceram segurança às lojas que decidiram abrir suas portas apesar da perspectiva de tumulto. Apesar da tensão, não houve confrontos físicos.

Agencia Estado,

23 de dezembro de 2002 | 18h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.