Câmera em cima do olho mágico identifica vizinhos ladrões

Um mistério que envolvia pichações e pequenos roubos em um edifício em São Vicente foi resolvido nesta quinta-feira, 1º, graças a uma câmera instalada por um dos moradores na porta do seu apartamento.Cansado de ter objetos como vasos e tapetes roubados do corredor do andar onde reside, o sargento da Polícia Militar aposentado Charles Muller de França, de 52 anos, instalou uma câmera bem em cima do olho mágico da sua porta.Nesta quinta, ao assistir à fita durante a manhã, como tem feito nos últimos dois anos, o ex-militar identificou quatro moradores roubando objetos decorativos. "Daí avisei meu vizinho, pois o que roubaram era dele, e ele chamou a polícia", disse França.Porém, ao chegar à delegacia, França desistiu de registrar ocorrência ao descobrir que um dos envolvidos no delito era a filha de um policial. "Não quis prejudicar um colega e o importante é que agora eles vão sair do prédio porque o povo vai em cima deles". Segundo França, a imagem identificou quatro jovens moradores, três rapazes e uma moça, todos na faixa dos vinte anos.O ex PM, que é casado com uma carcereira, acredita que o investimento de mais de R$ 400 no equipamento valeu a pena. "Eu estava até sofrendo ameaças, o pessoal pichava ´PCC´ no meu corredor", disse. O edifício que foi sede de toda a confusão fica no bairro do Gonzaguinha, em uma das avenidas mais famosas de São Vicente, a Presidente Wilson. O prédio tem 17 andares e 306 apartamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.