Caminha dos índios

A fila anda para todos no mundo das celebridades. A modelo Isabeli Fontana, por exemplo, ex dos bonitões Henri Castelli, Álvaro Jacomossi e Rico Mansur, reapareceu na mídia especializada "conhecendo melhor" o lendário vocalista Falcão, do Rappa, ex da atriz Deborah Secco, da miss Lisiane Braile e da big brother Gyselle Soares. Já se viu de tudo no meio artístico - taí a Suzana Vieira que não me deixa mentir -, mas não lembro de caso parecido com o da dublê de atriz e rainha de bateria Paola Oliveira. Resumindo o babado que rola por aí, Gaetano Lopes é o segundo ex-marido de Elba Ramalho que ela pega. O primeiro foi Maurício Mattar e, dizem, já tem rapaz fazendo fila na porta da cantora para aguardar sua vez. Por essas e por outras é que não faz muito sentido a novela das oito rotular como psicopata a personagem de Letícia Sabatella na trama de Caminho das Índias, só porque ela rouba o marido da amiga interpretada por Débora Bloch. Normal, ué! TOLINHA Pelo tanto que ri em sua turnê pela Ásia, a secretária de Estado Hillary Clinton acredita mesmo que o marido esteja se comportando na sua ausência. AVISO PRÉVIO Quando, afinal, a Honda vai dizer a Rubinho Barrichello que ele não precisa voltar da Disney no final das férias? O piloto corre o risco de ser o último a saber. Influência política O senador José Maranhão deve ter se inspirado em Odorico Paraguaçu ao dizer em sua posse fora de época no governo da Paraíba que acredita na "paraibanidade" de todo político paraibano. Diet-samba Não convidem as rainhas de bateria Luma de Oliveira e Luiza Brunet para a mesma mesa. A não ser que o restaurante não se importe em rachar uma folha de alface para as duas. Até depois do carnaval, elas só abrem a boca para dar entrevistas, e olhe lá! A inveja é uma... O presidente Evo Morales virou doutor honoris causa da Universidade Estatal de Humanidades de Moscou. É, salvo engano, um dos poucos títulos do gênero que faltam à coleção de FHC. Loura-cidadã Luana Piovani doou seus livros a bibliotecas solidárias. Deu quase uma caixa de sapatos cheinha de publicações. Esquentando os tamborins Faz uma semana que Kassab declarou aberto oficialmente o carnaval de São Paulo, mas o paulistano, pelo visto, não entendeu o espírito da coisa. Já começou, galera, vamos lá! Parceria providencial O Palácio do Planalto está tentando agendar o encontro de Lula e Sylvester Stallone no sambódromo carioca. Em caso de vaia, ficaria sempre a dúvida se ela não foi para o Rambo. Calma, gente! O fim da crise está só começando!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.