Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Caminhão na contramão atropela dez e deixa dois mortos no Rio

Motorista teria trafegado um trecho de marcha a ré, mas logo manobrou o caminhão e seguiu de frente pela contramão, em alta velocidade

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

07 Agosto 2018 | 17h03
Atualizado 07 Agosto 2018 | 17h30

RIO - Um motorista de um caminhão-reboque que trafegou pela contramão na Rua Plínio de Oliveira, na Penha, na zona norte do Rio, atropelou dez pessoas, matando uma delas, na tarde desta terça-feira, 7. O próprio motorista foi a segunda vítima do acidente. 

As circunstâncias do atropelamento não haviam sido esclarecidas até as 16h45. Testemunhas contaram à polícia que o motorista estava na Avenida Braz de Pina quando entrou na Rua Plínio de Oliveira. Ele teria trafegado um pequeno trecho de marcha a ré, mas logo manobrou o caminhão e seguiu de frente pela contramão, em alta velocidade.

O caminhão bateu em nove carros e uma moto, ferindo dez pessoas. Uma mulher morreu na hora. As outras nove vítimas foram encaminhadas para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, no mesmo bairro. Até as 16h45 não havia informações sobre o estado de saúde delas.

O motorista saiu vivo do caminhão e teve de ser protegido pela polícia para não ser linchado pelas pessoas revoltadas com os atropelamentos. Ele também foi conduzido por policiais ao Hospital Getúlio Vargas, mas chegou morto ao local. A causa da morte é investigada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.