Caminhão-tanque explode e mata uma pessoa em Paulínia

O lavador de autos Manoel Messias Batista Coelho, de 35 anos, morreu após a explosão de um caminhão-tanque no pátio da empresa Camaro Transportes, que presta serviço de transporte de combustivel, localizada na Avenida Londres, s/nº, no Jardim Cascata, em Paulínia, região de Campinas, interior do Estado de São Paulo. Segundo policiais militares do 7º Grupamento de Bombeiros, o rapaz trabalhava há apenas dois meses na empresa e era responsável pela lavagem dos caminhões-tanque que ficavam estacionados no local.Por volta da 1h00 desta quarta-feira, Coelho, que enchia com água um dos tanques vazios para evitar risco de explosão, subiu em um deles. Ao acender um isqueiro para enxergar o nível d´água, ocasionou a explosão; pois, como o tanque ainda não estava totalmente cheio, o gás inflamável ainda saía do reservatório. Os Bombeiros foram acionados, mas, ao chegarem ao local, já encontraram o lavador morto.Segundo relato de testemunhas, a vítima foi lançada para cima. Coelho teve exposição de massa encefálica, queimaduras e fraturas por todo o corpo. O tanque ficou totalmente destruído. O caso foi registrado no plantão policial do Distrito Central de Paulínia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.