Caminhoneiro devolve R$ 17 mil achados num posto de gasolina

Valdir Costa dos Santos, de 41 anos, dispensou o dinheiro e pediu orações como recompensa

Chico Siqueira, de O Estado de S. Paulo,

10 de janeiro de 2008 | 15h36

Num raro ato de honestidade, o caminhoneiro Valdir Costa dos Santos, 41 anos, morador em Curitiba (PR), devolveu os R$ 17 mil que achou no estacionamento de um posto de combustíveis às margens da BR-153, no município de Promissão, interior de São Paulo.   Dois dias após achar o dinheiro, Santos comprou dois cartões telefônicos e começou a procurar o dono dos reais, o engenheiro agrônomo José Carlos de Oliveira.   Na noite de terça-feira, os dois se encontraram na cidade de São José do Rio Preto (SP) e Oliveira, que tinha retirado o dinheiro do banco para comprar gado, recebeu a polchete com os R$ 17 mil intactos. Até então, Santos nem sabia quanto havia dentro da bolsa.   O caminhoneiro recusou a recompensa. "Apenas pedi para ele orar por mim e por minha família, que já estava bem pago", contou. Santos, que ganha cerca de R$ 1,2 mil por mês dirigindo uma carreta para transportar garrafas de refrigerantes, disse não ver virtude alguma em devolver um dinheiro achado.   "Não fiz mais que minha obrigação, mas meus amigos me chamaram de burro", diz. "Para mim, o que importa é dar um bom exemplo para os meus filhos", concluiu Santos, pais de cinco filhos.

Tudo o que sabemos sobre:
Honestidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.