FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Caminhoneiro é preso após balear manifestante em protesto contra aumento do diesel

Indivíduo detido foi encaminhado para DP de Itararé, na divisa com o Paraná; baleado foi levado para hospital em Ponta Grossa

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

22 Maio 2018 | 11h16

SÃO PAULO - Um caminhoneiro que não aderiu às manifestações contra o aumento do preço do diesel foi preso na noite de segunda-feira, 21, em Itararé, na divisa de São Paulo com o Paraná, por suspeita de balear um manifestante que participava de protesto na rodovia PR-239, em Sengés (PR).

Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima foi atingida por tiro no peito e encaminhada a um hospital em Ponta Grossa (PR). 

+++ Entenda a alta nos combustíveis e o protesto dos caminhoneiros

Por volta das 22h30, o motorista passava por um bloqueio na rodovia PR-239 quando foi cercado por manifestantes. Após balear um dos integrantes do grupo, ele fugiu no sentido do interior de São Paulo. O homem, que não teve o nome revelado, foi detido na rodovia Francisco Alves Negrão (SP-258), em Itararé, município localizado na divisa de São Paulo com o Paraná. 

+++ Alta de 56% no diesel em 10 meses leva a protestos e governo promete medidas

O caminhoneiro foi preso em flagrante e levado para um Distrito Policial (DP) em Itararé. Um revolver de calibre 38 foi encontrado com ele.  

+++ Sindicato aprova greve de petroleiros contra alta dos combustíveis

A ocorrência foi registrada como tentativa de homicídio. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.